O uso do Fio Dentário e Escovilhão.

É certo que a maior parte das pessoas opta apenas por apenas um destes métodos de remoção de placa bacteriana. Contudo, não existe um “versus” nesta equação. Ambos são vistos como excelentes complementos à escovagem normal.


De seguida vamos avaliar os pontos fortes e fracos de cada um e avaliar os seus usos. Há casos onde o escovilhão é mais eficaz e outros onde o fio se torna imprescindível.

Fio dentário

O fio dentário permite remover a placa bacteriana e os restos alimentares em locais onde a escova não chega facilmente, como por baixo da linha das gengivas e entre os dentes. Saiba que acumulação de placa bacteriana pode conduzir à destruição dentária e a doenças gengivais. Escovilhão

Os escovilhões são uma alternativa ao fio dentário.

Contudo, antes de comprar o seu, consulte o seu médico Dentista para este lhe aconselhar um adaptado aos seus espaços interdentários, dado que existem escovilhões mais largos e outros mais finos.


Fio ou escovilhão

Os dois têm o mesmo objetivo. Contudo, quando o espaço entre os dentes é maior, deve-se utilizar o escovilhão. Nos casos de próteses dentários e aparelhos ortodônticos, deverá consultar o seu médico Dentista.