Cuidar da nossa saúde oral (e do meio ambiente)

Cuidar do meio ambiente enquanto cuidamos da nossa saúde oral, vai para além de fechar a torneira durante a escovagem. A escova é também um fator crucial. As escovas de dentes fazem parte da nossa rotina diária. Duas vezes por dia, de manhã e à noite, durante dois minutos, ajudam a limpar os dentes e a manter a boca em forma e saudável. Apesar disso, a vida útil de uma escova de dentes é relativamente curta. Teoricamente, devemos usar cada uma apenas 180 vezes, num total de seis horas em um período de três meses. Isso significa que milhões de escovas de dentes são compradas e descartadas todos os anos, transformando-se numa enorme pilha de plástico. O que é possível fazermos para rever esta situação? Que alternativas existem?

Comprar os plásticos certos

Os plásticos são um material chave nas escovas de dentes, por muitas razões. São flexíveis para a moldagem, têm boa durabilidade e são fáceis de manter limpos. Apesar disso, a fabricação, o transporte e o próprio descarte são questões que podem ter efeitos prejudiciais para o meio ambiente. É por isso que devemos repensar a nossa abordagem aos plásticos.


Um dos tipos de plástico mais comuns e úteis é o plástico reciclado. No entanto, nem sempre é o ideal para produtos de saúde oral, dado que pode conter materiais perigosos que não podem entrar em contato com a boca. Assim, é improvável que os plásticos reciclados, na sua forma atual, possam ser usados nas nossas escovas de dentes... no entanto, são ótimas opções de embalagem!


A saúde oral está, atualmente, a adotar uma mudança entusiasmante no uso de plásticos renováveis, como o plástico de base biológica. Estes são feitos de plantas como a cana-de-açúcar e a planta do óleo de rícino.